PortugueseEnglishFrenchSpanishGerman

ETAR – Estação de Tratamento de Águas Residuais

Localizadas em sete pontos estratégicos do concelho de Penafiel, as ETAR’s (Estações de Tratamento de Águas Residuais) assumem elevada importância para a salvaguarda da saúde pública e proteção do meio ambiente, nomeadamente os recursos hídricos. Estas infraestruturas recebem de forma contínua todas as águas residuais produzidas pela população ligada à rede pública de saneamento, onde são tratadas de forma faseada, por etapas.

Na fase de pré-tratamento, ou tratamento preliminar, as águas residuais produzidas pela população entram nas ETAR’s por intermédio de coletores principais que passam por um canal de chegada que, através de grades de limpeza automática e/ou manual, são filtrados e retirados os sólidos de maior dimensão. De seguida, a água residual pode passar um sistema de gradagem mais fina, por exemplo, tamisadores, onde são retirados os resíduos sólidos de menor dimensão, podendo também existir, nesta etapa, sistemas de desarenamento e desengorduramento – para remoção de areias e gorduras.

Numa segunda etapa – tratamento primário – a parte líquida e sólida dos resíduos que resistiram ao processo anterior são novamente separadas, por ação da gravidade, podendo ocorrer a adição de produtos químicos para auxiliar o processo.

Na terceira fase – tratamento secundário ou biológico – o tratamento das águas efetua-se, por exemplo, em tanques de arejamento, onde ocorre a adição de oxigénio, que fomenta a atividade dos vários microorganismos existentes nestes tanques. O seu metabolismo promove a decomposição das impurezas que ainda estão presentes nas águas residuais, resultando deste processo de tratamento, como sub-produto, lamas excedentárias, as quais podem também elas ser reaproveitadas, para compostagem e posterior fertilização dos solos. 

A última fase – tratamento terciário – é um processo que pode ou não ser exigido na licença de descarga, em função da sensibilidade do meio recetor. Esta etapa pode englobar diversos tratamentos avançados, como por exemplo a desinfeção da água, remoção de nutrientes (Azoto e Fósforo), etc.

Concluídos os processos acima descritos, as águas são devolvidas ao meio ambiente com qualidade e segurança.